Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

A expansão da consciência e a capacidade de percepção do conhecimento é o que permite nos aproximar do nosso Criador Original. Cada alma se conecta com a porção de Deus que melhor se adaptou a sua frequência e vibração naquele momento. Quanto maior for o grau de consciência de uma alma maior será a sua conexão com o seu criador original. Todos nós respeitamos a ideia a quem todos chamam de Deus como nosso criador. Como expressão de criação divina atingindo um grau de consciência elevada passamos também a co-criar.  Toda alma evolui e gradativamente vai se tornando parte da luz de que foi criada. A evolução envolve passar por varias dimensões de consciência até atingir o grau de pura luz. Dimensões são frequências nas quais experenciamos os nossos aprendizados, enquanto seres de luz. Quando nos tornamos a própria luz passamos então a co-criarmos. Todos somos co-criadores da luz. “O co-criador está sempre descobrindo que é filho de outra criação. É o processo de autodescobrimento e de conscientização. A consciência está dentro de todas as coisas e nunca foi inventada.

Quem é Deus, está constantemente sendo redefinido e removido para além daquilo que se pensava que era. Deus fonte original de tudo que existe permeia todo o universo e tudo que nele existe. O processo de co-criação é infinito oriundo da graça divina e da Fonte que tudo É. Cada parcela de alma encarnada aqui ou em qualquer outra realidade dimensional é fruto de um co-criador. Deus dá aos seus filhos a graça de co-criarem e se tornarem deuses co-criadores. E quanto mais uma alma evolui mais ela se aproxima do seu co-criador e consequentemente do criador original. Porque todos somos UM vibrando em um único coração cósmico. Um dia cada alma poderá co-criar os seus filhos e consequentemente eles passarão pelo ciclo evolutivo de muitas encarnações para um dia também se tornarem co-criadores do universo da luz. Eis porque se faz necessária as inúmeras reencarnações na repetitiva roda de samsara. Para co-criar é necessário ser luz. Sendo luz cada co-criador formará a sua mônada que é fruto de uma célula divina e individualizada do seu co-criador onde conterá as almas individualizadas que passarão pelo mesmo processo evolutivo do seu co-criador.

E assim a alma percorre os vastos caminhos tridimensionais buscando evoluir no caminho da dualidade com o objetivo de um dia se tornar uma formadora da luz. Esta é a evolução para a super consciência, a evolução ao aspecto mais elevado de seu Ser, a parte do seu Ser que você está tentando lembrar neste momento.

Maiana Lena, consciência unificada em servir a luz!

Artigos relacionados

Artigos

CÓDIGOS SAGRADOS

Os códigos sagrados de Agesta são combinações numéricas que acionam forças e ajudam as pessoas a alcançarem seus objetivos, superarem dificuldades, entre diversas outras coisas.